Radar da Bola

Olho no Pipita! Usando time misto, Juventus vence Pescara com dois gols de Higuaín

Praticamente com um time reserva, a Juventus manteve o controle e venceu a equipe do Pescara sem muitas dificuldades. Apesar dos anfitriões terem conseguido algumas chances, o sistema defensivo bianconero soube manter o controle do jogo.

E como era de se esperar, Allegri optou começar com um time “alternativo”. Além de trocar o sistema defensivo inteiro – inclusive Buffon – ainda tirou Khedira, claramente poupando-os para o meio de semana. A volta de Marchisio ao time titular, de novo, foi muito boa e demonstrou que, pelo menos de volantes, o time não precisa se preocupar no caso de um desfalque.

Higuaín comemorando o primeiro gol da partida

A primeira etapa foi bem.. Juventus. Sem pressa, a Juve controlou bem os espaços, e a bola, e não teve muitas dificuldades para abrir o placar. Aos 23′, em boa jogada de Cuadrado pela direita, o colombiano tocou pra trás e Higuaín botou pra dentro. Aos 43′, Mandzukic recebeu boa bola no alto, jogou pra área de cabeça e lá estava novamente Pipita para fechar o primeiro tempo em 2-0 com seu 23° tento no Campeonato Italiano.

O segundo tempo tratou-se de controle. Allegri optou já entrar com Rincón no lugar de Pjanic, claramente visando aumentar o poderio defensivo e poupar o bósnio ao mesmo tempo. E não muito tempo depois entrou outro volante defensivo: Stefano Sturaro no lugar de Dybala, devido à um incomodo no tornozelo.

Nesses momentos fica claro a falta de opções ofensivas no time. Sem Pjaca lesionado, e sem Hernanes, vendido no meio de temporada, não há candidatos capazes de jogar no quarteto ofensivo montado no 4-2-3-1. Isso pode vir um problema maior no caso de uma lesão ou suspensão de Mandzukic, Dybala, Cuadrado ou Higuaín.

Enfim, o jogo terminou 2-0 mesmo. As consequências do resultado não são muito grandes: Pescara continua na lanterna, longe de escapar, enquanto a Juventus continua líder, longe dos seus competidores.


Pescara 0 x 2 Juventus – Serie A TIM – Rodada 32

Pescara (4-3-2-1): Fiorillo; Zampano, Campagnaro, Coda, Biraghi; Coulibaly, Muntari (Benali), Bruno (Bahebeck); Memushaj, Caprari; Brugman (Verre)
Treinador: Zdenek Zeman

Gols.:

Juventus (4-2-3-1): Neto; Asamoah, Rugani, Barzagli, Lichtsteiner; Pjanic (Rincón), Marchisio; Cuadrado (Lemina), Dybala (Sturaro), Mandzukic; Higuaín
Treinador: Massimiliano Allegri

Gols.: Higuaín 23′ 43′

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *