Radar da Bola

Chapecoense é desrespeitada por organizada do Porto

<h2> Durante uma partida de Handebol, entre Porto e Benfica, a torcida do porto começou a cantar a seguinte frase ” Quem dera,  se o avião da Chapecoense fosse o do Benfica.” O cântico rapidamente se espalhou pelas redes sociais e causou revolta geral. O Porto recriminou a atitude pelo Twitter e a Chapecoense publicou uma nota de repúdio, assinada pelos seus diretores.

A partida de Handebol realizada, na quarta (12) ficou marcada por uma canção de extremo desrespeito, do Porto para com a Associação Chapecoense de Futebol. Após o verso se espalhar e tornar conhecido, o time de Chapecó repudiou totalmente a atitude da Super Dragões (torcida organizada do Porto) e disse que foi um ato agressivo e de desrespeito com mortos clube no acidente que vitimou a delegação.

 

Artur Moraes, capitão do time de Wagner Mancini e goleiro do Benfica entre 2011 e 2015,  não escondeu sua tristeza com a situação e condenou a atitude da torcida organizada do Porto.

Titular da Chapecoense, nesse momento de reconstrução,  Artur Moraes falou que a Chape está passando por um momento extremamente difícil e que a  rivalidade entre Porto e Benfica é muito forte, mas não pode chegar a esse ponto.

A Chapecoense publicou uma nota oficial, na quinta a tarde. Confira abaixo:

A ASSOCIAÇÃO CHAPECOENSE DE FUTEBOL, em relação aos tristes acontecimentos ocorridos nesta semana em Portugal, quando uma parte da torcida do Clube do Porto, em disputa esportiva local, incitou o público presente, fazendo referência desairosa e ofensiva ao acidente do voo da Chapecoense, entoando canto agressivo e de desrespeito à memória dos mortos e do Clube, na lamentável tragédia ocorrida na Colômbia, manifesta-se com profundo pesar sobre tais fatos, que não são próprios de pessoas de bem e do meio esportivo, cujo ambiente deve ser sempre de respeito e solidariedade ao adversário e não de propagação de ódio e cizânias, mormente nos conturbados tempos atuais da humanidade.

No futebol, como em qualquer disputa no campo esportiva, deve se sobrepor o primado da ética e da solidariedade humana, sempre em busca do congraçamento e da felicidade das pessoas e dos povos, aliás, estes os objetivos maiores da vida.

Por fim, a Chapecoense, concita seus Clubes irmãos de Portugal e de todo o mundo para que disseminem o congraçamento, respeito e concórdia nas relações esportivas.

Chapecó, SC, Brasil, 13 de abril de 2017.

A Diretoria:

PLÍNIO DAVID DE NES FILHO – PRESIDENTE

IVAN TOZZO – VICE PRESIDENTE ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO

LUIZ ANTÔNIO PALAORO – VICE PRESIDENTE JURÍDICO

LUIZ ANTÔNIO DANIELLI – VICE PRESIDENTE MARKETING E PATRIMÔNIO

NEI ROQUE MOHR – VICE PRESIDENTE DE FUTEBOL”

One Comment

  1. Jefferson Martins

    abril 13, 2017 at 8:27 pm

    Triste e lamentável fato!
    Infelizmente o serumano comete atos cada vez mais hediondos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *