Radar da Bola

Coxa é parado pelo Tubarão

Com um jogador a menos, Coritiba comete erros de marcação e de distribuição em campo e perde para o Londrina

Pela última rodada da primeira fase do Paranaense, o Londrina recebeu o Coxa no Estádio do Café nessa quarta (29). As duas equipes buscavam resultados diferentes estando em situações diferentes na tabela. O começo do jogo apresentava uma partida equilibrada, com dois times disputando em igualdade. O jogo estava corrido e aberto, com boas chances dos dois lados. Até o grande inimigo do Coxa aparecer.

Mesmo já classificado, Coxa desanima torcida e perde para Londrina

A má organização em campo, os erros constantes na coletividade e a expulsão de Léo Santos na segunda etapa resultou no gol da vitória do Tubarão, no gosto pelo jogo do time da casa e na desestabilidade do time alviverde.

Disputa em igualdade

O primeiro tempo foi movimentado no estádio do Café. Com 2’ de partida, Paulo Rangel girou o corpo, chutou para o gol e Wilson defendeu. Na sobra, Bosel tentou marcar e a zaga cortou. Como resposta, aos 3’ Filigrana cruzou a bola para a área, Carlinhos cabeceou mas o goleiro César se esticou evitando o gol alviverde.

Aos 20’ Paulo Rangel pegou de primeira e cabeceou a bola para o gol, mas Wilson fez grande defesa. O Tubarão cresceu na partida e aos 24’, França recebeu cruzamento pela esquerda, cabeceou no canto, mas errou a direção do gol, mandando a bola direto pela linha de fundo.

O jogo começou intenso, mas o ritmo ficou mais tranquilo com os dois times diminuindo velocidade. O Londrina usou bem o lado direito, com Yayá e Igor Bosel, além de acionar bastante o atacante Paulo Rangel. Já o Coxa precisava forçar mais na marcação se quisesse abrir o placar, principalmente no lado direito.

Nos minutos finais, as duas equipes chegaram até o ataque. Porém os erros de finalização não trouxeram grandes perigos dos dois lados. Londrina foi melhor na primeira etapa, com maiores criações. A distribuição tática do Tubarão mereceu destaque. O time do Alto da Glória pecou e muito na marcação.

Donos da casa e do placar também

O Coxa levou os erros para o segundo tempo da partida, e aos 6’ Carlinhos fez péssima marcação, deixando Yayá passar e obrigando Wilson a fazer uma defesa milagrosa. O goleiro não deixou barato e meteu a boca no lateral-esquerdo.

Mas foi aos 8’ que que a situação do time alviverde realmente complicou. Após puxar Igor Bosel, que ia invadindo a área, Léo Santos recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Com a vantagem de um jogador, o Tubarão mexeu no time e resolveu deixa-lo mais ofensivo, com a entrada do meia Rafael Gava e do atacante Brandão.

E não é que deu certo? A resposta veio aos 23’. Depois de ir para cima do Coxa, o time alviverde se perdeu ainda mais na marcação, e numa falta dentro da área, Carlinhos derrubou Paulo Rangel e deu o pênalti a favor do Londrina. Germano cobrou no canto, sem chance do Wilson defender.

O Tubarão continuou pressionando os visitantes em campo, não deixando chance para contra-ataque. O Coxa, como resposta, tentava se fechar para não deixar o time da casa ampliar o placar. O Coritiba aguarda questões jurídicas envolvendo o JMalucelli para saber qual será seu adversário nas quartas de finais. Caso o campeonato se mantenha com os resultados desta quarta-feira, o Coxa enfrenta o F.C. Cascavel. Mas caso haja alguma mudança, o adversário passa a ser o Atlético-PR.

FICHA TÉCNICA

Londrina 1 x 0 Coritiba

LONDRINA (4-4-2): César; Igor Bosel, Matheus Borges, Marcondes e Ayrton; Germano, França (Brandão), Robinho e Fabinho (Rafael Gava); Yaya (Marcinho) e Paulo Rangel

Técnico: Cláudio Tencati.

CORITIBA (4-4-2): Wilson, Dodô, Marcio, Walisson Maia e Carlinhos; Edinho (Daniel), Thiago Lopes (Fabrício), Kady (Índio) e Tiago Real; Filigrana e Léo Santos

Técnico: Pachequinho.

One Comment

  1. Pingback: Resumo da última rodada do Paranaense - Radar da Bola

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *