Radar da Bola

PSG dá show, goleia o Barcelona dentro de casa e se aproxima das quartas da UEFA Champions League

 

Jogadores do PSG comemoram grande triunfo sobre o Barcelona        Foto: Reuters

O bom retrospecto a favor dos catalães ficou de lado. Os quase 49 mil pagantes no Parque dos Príncipes, Na França, viram um jogo movimentado nesta quarta-feira (14), no qual o PSG foi superior durante toda a partida e goleou o Barcelona pelo placar de quatro a zero. Com dois gols do aniversariante Di Maria, um de Draxler, e um de Cavani, os parisienses abriram confortável vantagem no confronto contra os catalães nas oitavas de final da UEFA Champions League.

O Paris Saint Germain veio mais forte do que nunca em busca do tão desejado (e inédito) título da Copa dos Campeões da Europa. Dessa vez, o poderoso Barcelona não levou perigo aos comandados de Unai Emery, que, além de um futebol envolvente e não mais dependente de Ibrahimovic, contaram com um apoio fundamental de sua torcida para pressionar o time espanhol.

O começo de jogo foi de total pressão dos franceses. Julian Draxler, Blaise Matuidi e claro, Edinson Cavani, eram as principais peças ofensivas do PSG. Aos quatro minutos da etapa inicial, o uruguaio recebeu belo lançamento dentro da área, demorou para concluir e foi bloqueado. No rebote, Draxler jogou para fora a primeira chance real de gol do jogo.

Aos dez, Matuidi recebeu passe dentro da área do Barça e finalizou com força para a defesa de Ter Stegen. No rebote, Rabiot tentou, mas também parou em Stegen. Até os 15 minutos do primeiro tempo, a equipe de Paris obtinha 60% da posse de bola e dois arremates ao gol, contra nenhum do Barcelona.

O tento parecia questão de tempo. E ele saiu, no minuto 18. Di Maria cobrou com perfeição a falta sofrida por Draxler e abriu o placar no Parque dos Príncipes. A partir daí o PSG passou a ter domínio total do jogo, e as chances reais de gol iam aparecendo cada vez mais. A porteira estava aberta.

Draxler, muito participativo no meio campo, ampliou a vantagem ainda no primeiro tempo. Verratti encontrou o alemão ultrapassando Jordi Alba no lado direito da área do Barça, que só teve o trabalhado de dominar e chutar cruzado para as redes. Os primeiros 45 minutos da equipe azul da capital francesa foram arrasadores.

Segundo tempo

A segunda etapa começou do mesmo jeito que terminou a primeira, com o PSG sufocando a defesa do Barcelona. E logo aos nove minutos, Di Maria fez o segundo dele no jogo, o terceiro de sua equipe, após receber na intermediária e chutar no canto esquerdo de Ter Stegen. Os números comprovavam a supremacia dos franceses no jogo. Até a primeira metade do segundo tempo, os donos da casa haviam finalizado oito vezes ao gol, enquanto os visitantes se contentavam com apenas um chute.

O jogo virou goleada aos 26 minutos da parte final do jogo, e não poderia ser de outro jogador além de Cavani. O camisa nove cravava a goleada de sua equipe e comprovava sua ótima fase na temporada (chegou a 34 gols em 33 jogos), após receber de Meunier do lado direito da área e finalizar com precisão em diagonal, ampliando o massacre para quatro a zero.

Jogadores do Barcelona desolados após mais um gol sofrido Foto: CLIVE ROSE/GETTY IMAGES SPORT

A equipe da Catalunha tentava reduzir o prejuízo para o jogo da volta, e pressionou nos minutos finais do confronto. A posse de bola passava a ser de 57% a favor do time de Luis Enrique. Porém, não era o dia do trio MSN, que não levou perigo ao gol de Kevin Trapp, e nem do meio campo que costuma ser preciso. O resultado prevaleceu. Quatro a zero e um show do PSG no Parque dos Príncipes.

O jogo de volta acontecerá no Camp Nou, na Espanha, no dia oito de março. O Barcelona precisa vencer por cinco gols de diferença se quiser se classificar para a próxima fase da UEFA Champions League. Uma vitória por quatro a zero por parte dos catalães leva a partida para a prorrogação, e qualquer outro resultado que envolva uma vantagem de quatro gols ou menos, leva a equipe de Paris para as quartas de final da competição.

Convenhamos que será muito difícil uma virada, mas se tratando de futebol e de uma equipe que costuma ser fenomenal como o Barcelona, tudo pode acontecer. É esperar par ver.

 

FICHA TÉCNICA:

PSG 4 x 0 Barcelona

LocalParc des Princes, Paris (França)
Data: 14/02/2017
Horário: 17h45 (de Brasília)
Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia)

Gols: Di María, aos 18, e Draxler, aos 40 minutos do 1º tempo; Di María, aos 9, e Cavani, aos 26 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Rabiot (PSG); André Gomes, Busquets e Rafinha (Barcelona)

PSG: Trapp; Meunier, Marquinhos, Kimpembe e Kurzawa; Rabiot, Verratti (Nkunku) e Matuidi; Di María (Lucas), Cavani e Draxler (Pastore). Técnico: Unai Emery

Barcelona: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti e Jordi Alba; Busquets, André Gomes (Rafinha) e Iniesta (Rakitic); Messi, Suárez e Neymar. Técnico: Luis Enrique

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *