Radar da Bola

Gatito Fernández defende três pênaltis e coloca o Botafogo na fase de grupos

Gatito corre para comemorar a vaga (Créditos: Reuters)

O Botafogo foi ao Paraguai disposto a voltar com a vaga à fase de grupos da Libertadores. No tempo regulamentar o Alvinegro perdeu por 1×0, gol de Brian Montenegro, e este resultado levou para a disputa de pênaltis. E foi aí que a estrela de Gatito Fernández, que entrou no lugar de Hélton Leite na etapa final, apareceu. Ele defendeu três das quatro cobranças do Olimpia. O Botafogo converter todas as três que teve com Camilo, Rodrigo Pimpão e Victor Luís. Agora o Glorioso se prepara para pegar o Estudiantes/ARG no próximo dia 14 (terça), às 21:00 (horário de Brasília) no Estádio Olímpico Nilton Santos.

O JOGO

O primeiro tempo foi muito truncado, com poucas chances. O Olimpia buscou o jogo desde o início, mas o Botafogo conseguiu conter o ímpeto dos paraguaios. O primeiro lance de perigo veio aos 17 minutos, quando a defesa alvinegra bateu cabeça e quase o Olímpia abre o placar. E o Botafogo, bem postado com duas linhas de quatro, mirava os contra-ataques. Aos 42 minutos, Camilo acionou Rodrigo Pimpão que chutou cruzado e Azcona defendeu. Nos minutos finais o Olímpia teve duas chances com Mouche e Richard Ortiz, mas Hélton Leite estava atento.

Na etapa final o Olimpia voltou com Roque Santa Cruz, que assustou o Botafogo aos 10 minutos, quando ficou com um rebote, e aos 30 minutos, em jogada aérea. Aos 15 minutos Hélton Leite saiu sentindo uma contusão e entrou o herói da classificação Gatito Fernández. O Botafogo recuou muito e pouco ameaçava os paraguaios. Com isso, aos 34 minutos Roque Santa Cruz dá um passe de calcanhar e desmonta a defesa botafoguense, a bola bate em Bogado e sobra para Brian Montenegro fazer o único gol do jogo. Depois não tiveram mais emoções e a decisão sairia nas penalidades máximas.

OS PÊNALTIS

Defesa do último pênalti (Créditos: Reuters)

Como o primeiro jogo foi 1×0 para o Botafogo, a decisão foi para os pênaltis. O Olímpia abriu com Richard Ortiz, que teve seu pênalti defendido por Gatito; depois Camilo cobrou e colocou o Botafogo em vantagem; Jorge Mendoza cobrou no meio do gol e Gatito defendeu novamente; Rodrigo Pimpão bateu também no meio do gol, mas ampliou a vantagem botafoguense; Rodi Ferreira apenas deslocou o goleiro e marcou para os paraguaios; Victor Luís de canhota marcoi mais um para o Botafogo; Julián Benítez cobrou no canto esquerdo, mas Gatito fez sua terceira defesa e colocou o Botafogo na fase de grupos. Final: Botafogo 3×1 Olímpia.

Olimpia: Azcona; Rodi Ferreira, Pellerano, Cañete (Bogado) e Fernando Giménez; Richard Ortiz, Riveros (Jorge Mendoza), Alexis Fernández (Roque Santa Cruz) e Julián Benítez; Mouche e Brian Montenegro. Treinador: Pablo Repetto.

Botafogo: Hélton Leite (Gatito Fernández); Marcelo, Joel Carli, Émerson Silva e Victor Luís; Airton (Guilherme), Bruno Silva, Matheus Fernandes (Gilson), João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão. Treinador: Jair Ventura.

Cartões amarelos: Olimpia – Alexis Fernández. Botafogo – Marcelo, Joel Carli e Bruno Silva.
Cartões vermelhos: nenhum.

Local: Estádio Defensores del Chaco, Asunción (Paraguai)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *